Up

O chocolate deixou de ser o vilão das dietas, podendo fazer parte de um programa alimentar e estilo de vida saudável quando usado com moderação (pequenas porções). Gera prazer, é fonte de energia e traz inúmeros benefícios para a saúde. É obtido a partir de derivados do cacau, massa de cacau, cacau em pó e ou manteiga de cacau. A gordura derivada do cacau é constituída por dois ácidos graxos saturados, o ácido palmítico e o esteárico, e o ácido oleico monoinsaturado. Estudos demonstram que o consumo de chocolate não possui correlação com aumento do colesterol sanguíneo.

Seus benefícios estão relacionados à quantidade de cacau. Quanto maior a proporção, maiores são os benefícios, maior saciedade e intensidade do sabor. Atenção à adição de leite em pó, gordura hidrogenada, açúcar, conservantes e corantes.

Tipos de chocolates e suas composições

Chocolate amargo: feito com grãos de cacau torrados, normalmente sem adição de leite, podendo conter açúcar ou outros edulcorantes. Existem variações: extra amargo (75 a 85% de cacau), amargo (50 a 75% de cacau) e meio amargo ( 35 a 50% de cacau).

Chocolate ao leite: feito com 30 a 40% de cacau, leite em pó ou leite condensado e açúcar.

Chocolate branco: feito com manteiga de cacau, açúcar, leite, lecitina de soja, entre outros ingredientes. Não leva cacau na sua formulação, apenas a gordura retirada da semente do cacau. Ou seja, sem as propriedades benéficas para à saúde. Rico em polifenóis, entre estes os taninos e os flavonoides. Os taninos mais presentes são as procianidinas encontradas além do cacau, na uva, maçã e amendoim. Entre os flavonoides temos principalmente catequinas e epicatequinas.

Benefícios do chocolate e do cacau

– Fonte energética

– Fonte de prazer e bem-estar

– Ação antioxidante, prevenindo a formação de radicais livres e proteção do DNA das células

– Propriedades anti-inflamatórias

– Atividade cardioprotetora, ação antiaterogênica e antitrombótica

– Vasodilatador

– Antimicrobiano

Os chocolates também estão sendo enriquecidos com outras “substâncias”, como suplementos, vitaminas, minerais e alimentos funcionais, como: whey protein, D-ribose, BCAA, colágeno hidrolisado, óleo de coco (TCM), cranberry, pimentas, cúrcuma.

Literatura:

EFRAIM, P. et al. Revisão: POlifenóis em Cacau e Derivados: teores, fatores de variação e efeitos na saúde. Braz. J. Food Technol. Campinas, v.14, n.3, p.181 – 201. Jul\ set 2011.

SANTOS, RD ET AL. I Diretriz sobre o Consumo de Gorduras e Saúde Cardiovascular. Revista da Sociedade Brasileira de Cardiologia. v.100, n.1, supl,3, Janeiro 2013.


ABOUT THE AUTHOR
Cris Perroni

Cris Perroni

Especialista em Nutrição Clínica, Nutrição Esportiva, Performance Humana e Emagrecimento. Trabalha com consultoria e assessoria na área de nutrição. Elaboração de Texto e Assessoria em Nutrição para o Site Eu Atleta. Nutricionista da Assessoria Esportiva de Corrida Equipe Filhos do Vento