Up

O chocolate deixou de ser o vilão das dietas, podendo fazer parte de um programa alimentar e estilo de vida saudável quando usado com moderação (pequenas porções). Gera prazer, é fonte de energia e traz inúmeros benefícios para a saúde. É obtido a partir de derivados do cacau, massa de cacau, cacau em pó e ou manteiga de cacau. A gordura derivada do cacau é constituída por dois ácidos graxos saturados, o ácido palmítico e o esteárico, e o ácido oleico monoinsaturado. Estudos demonstram que o consumo de chocolate não possui correlação com aumento do colesterol sanguíneo.

Seus benefícios estão relacionados à quantidade de cacau. Quanto maior a proporção, maiores são os benefícios, maior saciedade e intensidade do sabor. Atenção à adição de leite em pó, gordura hidrogenada, açúcar, conservantes e corantes.

Tipos de chocolates e suas composições

Chocolate amargo: feito com grãos de cacau torrados, normalmente sem adição de leite, podendo conter açúcar ou outros edulcorantes. Existem variações: extra amargo (75 a 85% de cacau), amargo (50 a 75% de cacau) e meio amargo ( 35 a 50% de cacau).

Chocolate ao leite: feito com 30 a 40% de cacau, leite em pó ou leite condensado e açúcar.

Chocolate branco: feito com manteiga de cacau, açúcar, leite, lecitina de soja, entre outros ingredientes. Não leva cacau na sua formulação, apenas a gordura retirada da semente do cacau. Ou seja, sem as propriedades benéficas para à saúde. Rico em polifenóis, entre estes os taninos e os flavonoides. Os taninos mais presentes são as procianidinas encontradas além do cacau, na uva, maçã e amendoim. Entre os flavonoides temos principalmente catequinas e epicatequinas.

Benefícios do chocolate e do cacau

– Fonte energética

– Fonte de prazer e bem-estar

– Ação antioxidante, prevenindo a formação de radicais livres e proteção do DNA das células

– Propriedades anti-inflamatórias

– Atividade cardioprotetora, ação antiaterogênica e antitrombótica

– Vasodilatador

– Antimicrobiano

Os chocolates também estão sendo enriquecidos com outras “substâncias”, como suplementos, vitaminas, minerais e alimentos funcionais, como: whey protein, D-ribose, BCAA, colágeno hidrolisado, óleo de coco (TCM), cranberry, pimentas, cúrcuma.

Literatura:

EFRAIM, P. et al. Revisão: POlifenóis em Cacau e Derivados: teores, fatores de variação e efeitos na saúde. Braz. J. Food Technol. Campinas, v.14, n.3, p.181 – 201. Jul\ set 2011.

SANTOS, RD ET AL. I Diretriz sobre o Consumo de Gorduras e Saúde Cardiovascular. Revista da Sociedade Brasileira de Cardiologia. v.100, n.1, supl,3, Janeiro 2013.


ABOUT THE AUTHOR
Cris Perroni

Cris Perroni

Pós graduada em Ciência da Performance Humana pela UFRJ, Eepecialista em Nutrição Clínica, Nutrição Esportiva e Emagrecimento Nutrição clínica. Trabalha com consultoria e assessoria na área de nutrição. Elaboração de Texto e assessoria em Nutrição para o Site Eu Atleta.