Up

A obesidade e o excesso de peso afetam hoje mais de 1/3 da população mundial. Segundo a OMS, estima-se que em 2025 tenhamos cerca de 2,3 bilhões de adultos com sobrepeso e mais de 700 milhões de obesos No Brasil mais da metade da população apresenta excesso de peso e obesidade.

É uma doença complexa e multifatorial com origens genéticas, comportamentais, socioeconômicas e ambientais.

Entretanto, é evitável e tratável.

Estratégias mais utilizadas:

1) Dieta restrição energética contínua: dietas “tradicionais”, que fazem o controle diário de calorias promovendo, normalmente, déficit energético de 25 a 30% ou redução de 500 a 750 calorias diárias

2) Dieta de Restrição energética intermitente – jejum intermitente.

Com vários protocolos, alguns deles abaixo:

– restrição por tempo diariamente, por exemplo 16 horas em jejum e 8 horas de alimentação

– dias alternados (dia sim/ dia não), um dia alimentação livre e no outro ingestão somente de cerca de 25% das necessidades energéticas diárias

– Dieta 5:2:  5 dias em dieta normal e 2 dias com restrição de 60 a 70% das necessidades diárias.

3) Modificação na proporção de Macronutrientes: pesquisadores levam em conta a distribuição de gordura, carboidrato e proteína. Dieta Low fat, Low carb, Cetogênica, em comum todas aumentam a proporção de proteínas promovendo mais saciedade e preservando a massa muscular.

OBS:

– Dietas com baixo teor de carboidratos (Low carb) são metabolicamente benéficas e eficazes a curto prazo (cerca de 6 a 12 meses), mas a adesão é difícil a longo prazo

– Dietas ricas em proteínas promovem maior saciedade e previnem a perda de massa muscular, mas também podem ser difíceis de aderir a longo prazo e potencialmente perigosas para subgrupos de pacientes como com alteração na função renal.

4) Qualidade da dieta: alimentos mais naturais, reduzir alimentos processados e evitar alimentos ultraprocessados, independentemente da composição de macronutrientes ou ingestão de energia. Consumir alimentos integrais e evitar os refinados. Preocupação com a qualidade dos alimentos.

 

TRATAMENTO:

A primeira linha de tratamento é a realização de um programa alimentar – a dieta – combinado com modificação do comportamento alimentar (construção de hábitos saudáveis) levando em conta não só o que se come, mas como, onde, com quem.

Praticar regularmente exercício físico (150 minutos/ semana para ter saúde e 300 minutos/ semana para redução de peso) e ser mais ativo no seu dia a dia

Pode ainda ser indicado a utilização de medicamentos, psicoterapia e até mesmo cirurgia bariátrica. O tratamento interdisciplinar conta com vários profissionais: nutricionista, médico (endocrinologista, psiquiatra, cirurgião…), educador físico, psicólogo, fisioterapeuta.

O tratamento dever ter uma meta realista, alcansável e de acordo com objetivo do cliente

A dieta precisa ser:

– Individualizada. Com programa alimentar adaptado às necessidades individuais, história clínica, preferências alimentares, prática esportiva

– Nutricionalmente adequada

– Culturalmente aceitável

– Economicamente acessível

– Prazerosa

– Equilibrada em quantidade e qualidade

– Sem Terrorismo Nutricional. Tudo PODE com equilíbrio e moderação

– Alimentação variada, inclusão de todos os grupos alimentares

– Evitando açúcar adicionado e refinado, grãos refinados e alimentos ultraprocessados, reduzindo os processados Descasque mais, desembale menos.

– Reduza o consumo de gorduras e sal nas preparações. Abuse das ervas, especiarias.

Não existe a dieta ideal, mas talvez um protocolo que associe várias estratégias para evitar a adaptação metabólica. A associação prudente de todas essas abordagens sem restrições severas ou exageros nutricionais. Sempre individualizar e rever as estratégias.

ABOUT THE AUTHOR
Cris Perroni

Cris Perroni

Especialista em Nutrição Clínica, Nutrição Esportiva, Performance Humana e Emagrecimento. Trabalha com consultoria e assessoria na área de nutrição. Elaboração de Texto e Assessoria em Nutrição para o Site Eu Atleta. Nutricionista da Assessoria Esportiva de Corrida Equipe Filhos do Vento