Up

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma das doenças com maior prevalência no mundo moderno. Caracterizada por níveis elevados de pressão arterial em adultos maior ou igual a 140 mmHg de pressão sistólica e maior ou igual a 90 mmHg de pressão diastólica, está correlacionada com outras doenças cardiovasculares como acidente vascular cerebral (AVC), insuficiência cardíaca, infarto agudo do miocárdio, insuficiência renal, entre outras.

Os principais fatores de risco são: idade (prevalência de HAS superior a 60% na faixa etária acima de 65 anos) gênero (prevalência entre homens e mulheres é semelhante, mais elevada nos homens até os 50 anos, invertendo-se a partir dos 50 anos), etnia (2 vezes mais prevalentes em afrodescendentes), excesso de peso e obesidade, ingestão elevada de sal, ingestão de álcool, sedentarismo, fatores sócio-econômicos e genéticos.

Observação: Nem todos indivíduos são sensíveis a ingestão de sal. A sensibilidade é individual.

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, a recomendação de ingestão de sal deve ser até 5 gramas/dia ou 2000mg de sódio, a ingestão do brasileiro está em torno de 12g de sal/dia, mais do dobro da quantidade recomendada.

O sal está presente naturalmente nos alimentos, em alimentos industrializados e em adição a preparações (arroz, feijão, carnes, sopas). O sal de cozinha, cloreto de sódio (NaCl) contém 40% de sódio e 60% de cloreto. Portanto, em 1g de sal (quantidade de sal encontrado no sachê de restaurantes), contém 400mg de Na (sódio).

Equivalência:
1 colher de chá contém 5 gramas de sal = 2000mg de sódio
1 colher de café contém 2 gramas de sal = 800mg de sódio

info sódio sal cardápio numeros (Foto: Eu Atleta)

Exemplo de alimentos e o teor de sódio:

Caldo de carne (cubo de 9g) – 2028mg de sódio
Lasanha congelada
(325g/meia embalagem) – 1734mg de sódio
Salsicha (2 unidades/100g) – 1150mg de sódio
Pão de queijo coquetel (6 unidades) – 434mg de sódio
Macarrão instantâneo com tempero (1 unidade/85g) – 1607mg de sódio
Peito de peru (5 fatias/60g) – 626mg de sódio
Molho shoyu
(1 colher de sopa) – 297mg de sódio
Biscoito crocantíssimo (1 pacote/50g) – 340mg de sódio
Atum sólido (1 lata/170g) – 522mg de sódio
Pão de forma de aveia
(2 fatias) – 225mg de sódio
Azeitona fatiada (2 colheres de sopa/20g) – 200mg sódio

As principais recomendações não medicamentosas para prevenção primária da HAS são:

Alimentação saudável
Maior ingestão de frutas, verduras e legumes. Reduzir a ingestão de gorduras. “Mais natural e menos industrializado”

Consumo controlado de sódio
Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia a recomendação de ingestão de sal deve ser abaixo de 5 gramas/ dia, equivalente a 2000mg de sódio

Ingestão de alimentos fontes de potássio e magnésio: 

Alimentos ricos em potássio

Aguá de coco, abacate, banana, ameixa, laranja, mamão, maracujá, inhame, feijão preto, lentilha, abóbora, cenoura, chicória, couve-flor, vagem, espinafre, nabo, rabanete.

Alimentos ricos em magnésio
couve, salsa, espinafre, gérmen de trigo, pão integral, nozes, amêndoas

Combate ao sedentarismo 
Fazer 150 minutos por semana de exercícios

info sódio sal atitudes saudáveis (Foto: Eu Atleta)

Evitar a ingestão
– Embutidos: salsicha, presunto, salame, linguiça, mortadela, paio, calabresa, mortadela;
– Conservas e enlatados: milho, azeitona, palmito, ervilha, patês;
– Alimentos defumados: carne seca, bacalhau, toucinho;
– Salgadinhos: croquetes, coxinha, empada,quibes, salgadinhos de pacote;
– Alguns queijos como parmesão, roquefor, cheddar, provolone;
– Molhos prontos industrializados (catchup, shoyu, mostarda, inglês, molhos de salada);
– Margarina e manteiga com sal;
– Sopas industrializadas, temperos e molhos prontos, caldos (carne, frango, legumes);
– Produtos industrializados contendo: bicarbonato de sódio, fosfato de sódio, glutamato monossódico, ciclamato de sódio e sacarina sódica

O que é sal light?
Mistura de cloreto de sódio (NaCl) com Cloreto de Potássio (KCl) em partes iguais. A quantidade de sódio é 50% menor do que o sal comum. Pacientes com alteração renal não devem utilizá-lo. A alimentação equilibrada, variada e colorida traz benefícios para o controle da pressão arterial.

Literatura e referências bibliográficas:
1.Cibele Regina Laureano Gonsalves. Nutrição e Hipertensão. Diretora do Departamento de Nutrição da SOCESP, gestão 2012 – 2013.

2.Sacks, Frank; Campos, Hannia. Dietary Therapy in Hypertension. New England Journal of Medicine, 2010.
3.Sociedade Brasileira de Cardiologia / Sociedade Brasileira de Hipertensão / Sociedade Brasileira de Nefrologia. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Arq Bras Cardiol 2010


ABOUT THE AUTHOR
Cris Perroni

Cris Perroni

Nutricionista Clínica especialista em Obesidade e Emagrecimento, Nutrição Esportiva e Performance Humana. Consultora na área de nutrição. Elaboração de Texto e Assessoria em Nutrição para o Site Eu Atleta. Nutricionista da Assessoria Esportiva de Corrida Equipe Filhos do Vento